Um Ponto De Fuga

domingo, agosto 21, 2005

"Artista Humanitário"

Eu até tenho a discografia completa deles, eu até tenho a excentricidade de achar o "POP" o melhor álbum deles, eu até gosto da maioria das faixas rockeiras que catapultam multidões de todas as idades, mas agora esta coisa de Artistas Humanitários é crassa em Hipocrisia.
Há um luxo e um infantilismo primário, que jamais poderá colocar os U2 numa banda da causas, estas coisas que devem ir além das nossas expressas palavras.
Isto vem tudo a propósito do Galardão dado pelo P.R. "Ordem da Liberdade" ao Bono, pelo apoio dado a contenda Timorense e outras coadjuvações afins, em nome de uma qualquer solidariedade que eu realmente não percebo.
Exigir mais de 50 euros por bilhete, excentricidades dos camarins, ostentar um ar fashionable e portanto acessório, contrasta com as referidas causas como o objetivo de fundo da sua música, os U2 sempre foram uma máquina de vender discos e outra qualquer intenção dos álbuns, não é mais do que uma máscara de sucesso.
Das intenções para os atos, temos muitos bons exemplos; os extintos Rage Against The Machine, os Tool, os Amen entre outros, tem uma imagem de quase indigência, música colhida em atos da própria vida, que neste caso valem mais do que qualquer doação choruda.
As ajudas para clamar sucesso, são momentos para colunas e fotos de jornais, tiradas ao lado de locatários de um qualquer País do terceiro mundo, contribuições menores, só possíveis para quem vive num excesso.
Vale a pena ler isto no DN e citando com muita imprecisão a opinião de Van Gogh:
A compreensão dos pobres e sequente ajuda, é possível quando nos colocamos no mesmo patamar deles, qualquer ajuda que suscite pena e distribuição de migalhas, não é mais do que um atestado de miséria.
Tags: |

5 Comments:

Blogger AA disse...

Muito bem...

22/8/05 00:22  
Anonymous guevara disse...

ora pois...

22/8/05 14:11  
Blogger Pedro disse...

Uma vez perguntaram ao Tom Morello o que ele sentia quando tocava aquelas canções ( as dos Rage )e recebia milhares de dolares ( como músico brilhante que é ). O Tom respondeu : " este é o meu trabalho, mereço ser pago por ele " . A questão é que o Bono tem muito mais importância e impacto que outro qualquer. É a maior estrela rock deste planeta. Eles trabalham como músicos. U2 vende milhões de discos é certo, mas isso não invalida que não possam lutar por aquilo em que acreditam. Tem o lado show-off por ser a maior estrela do mundo. Só isso. Não vejo hipocrísia. Vejo Fé. Um homem que podia passar o ano a coçar os tomates em Saint Troupez mas não o faz. E foi esse mesmo o desafio do JC. Um bom cristão Mr. Paul Hewson. A música dos U2 é sobre Fé, Amor, Orgulho, Luta. Há melhores causas ? E sobre estes gajos, podiam dizer muito mais, mas agora não porque são 4 da tarde e tenho sono.

22/8/05 16:06  
Anonymous Anónimo disse...

Excellent blog! Please visit this site
too!

22/8/05 16:51  
Blogger ... disse...

8 comments...isto deve ser o efeito U2!
Parte deles ofereçem panaceias para tudo e para nada, clínicas anti-strees e inconsequências afins!

Hades:

Era a tua previsível opinião, já contava com ela, falta isenção, já que adoras U2, compreende, para um comunista "teórico" como eu, ninguém pode ter duas caras, este lado show off do Bono tem qualquer coisa de:

"enquanto eu tenho o luxo de gastar 100 euros nuns óculos, pessoas morrem a fome, mas tais excessos são permitidos, já que nado em dinheiro"

Quanto aos RATM, ele morreram quando o Zack de La Rocha saiu do Grupo, o único que lutava por alguma coisa e que dizia alguma coisa com lógica (Comunidades Zapatistas no méxico), criticável pelo extremismo, mas irreprimível na sua verdade, porque ia além da propaganda, militava nas causas, havia uma identificação de classe.

Os U2, sempre foram um LUXO, uma música que de tão pouco cerebral (n quer dizer falta de qualidade) è apreciada por todos com naturalidade, mas falta verdade, basta olhar para a foto e repara-se q o q está ali é um Artista com o natural desejo de massagar o EGO, desde o ar neglige, aos sapatões, parece uma criancinha q gosta de Pop Rock e até acredita, que as pessoas que o ouvem percebem minimamente a mansagem/coisa(?)! Há um excesso de imagem q é contraproducente, q n se coaduna com esta preocupação com o Mundo. Eu acho q ele devia ir para os Médicos sem Fronteiras, o que perdia em dinheiro ganhava em coerência.

P.S.
Eu até gosto de U2, embora reconheça alguma imbecilidade musical própria da idade dos ditos!

22/8/05 20:44  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home