Um Ponto De Fuga

segunda-feira, setembro 19, 2005

Convite ao Tradicionalismo Esquerda/Direita

Ao sabor dos media, hoje em dia enfatiza-se a irrelavância da designação Esquerda/Direita Ideológica, por insuspeitas diferenças, que a base de ação ideológica, tem relevado nos últimos anos.
Perfeito exemplo, da anormalidade de uma esquerda, historicamente condenada a uma justiça social, é o caso do "mensalão" do Partido de Lula da Silva ou os gastos avultados da sua dinastia, ou as recentes indigitações do partido do Eng. Sócrates, a partir de um rol de figuras das fileiras do PS.
Por Política, devemos ter um mínimo interesse comum, o suficiente, que se poderá designar por "um gajo informado", que até aprendeu que à esquerda do Rei, (terceiro estado) designam-se os partidos da esquerda;
"que acreditam no progresso, na possibilidade de uma transformação voluntária da sociedade e do sistema político, em particular a favor dos mais necessitados, privilegiar a justiça em relação à ordem, desconfiar das hierarquias e defender a liberdade dos indivíduos"
E à direita do Rei, (classes privilegiadas) designam-se os partidos de direita;
"que implicam o respeito pelos valores reconhecidos e pelas instituições estabelecidas, família, igreja, estado, exército, o gosto pela ordem, a proeminência da sociedade sobre o individuo, um certo ceticismo quanto a natureza humana que leva a pensar que, sem o exercício de uma autoridade, a desordem instala-se"
Se considerarmos que estas definições remontam a monarquia, devemos perguntar, porque é que ainda acreditamos nelas, se entre renovadores e conservadores, que preenchem colunas de jornais, todos nos provam, que tudo pode ser resumido, no mesmo saco, das chamadas "tretas".

V.A, A Cultura Geral de A a Z

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home