Um Ponto De Fuga

segunda-feira, julho 25, 2005

Tricky "Homónimo"

Acesas discussões em torno do que geralmente se considera música de génio redundam em nadas, porque existe sempre um imbecil que sai com o lugar comum em forma de palavras "gostos não se discutem", não é necessário ter uma formação em artes para compreender a falsidade minimal da resposta, para evitar isso, dedelho pela internet a procura de estatísticas, reviews e coisas mais que atestem uma tendência da crítica musical.
Esta coisa à esquerda, esta sleeve, tem exatamente 10 anos, o seu conteúdo musical não tem precedentes de forma patente. Para abalar a coisa, conta-se que foi engendrado por um negro rabugento, avesso a entrevistas, perito em samples, caixas de ritmos e Hip-Hop... que felizmente foi expulso dos Massive Attack.
After all, there's so much going on here -- within the production, the songs, the words -- it remains fascinating even after all of its many paths have been explored (which certainly can't be said of the trip-hop that followed, including records by Tricky). And that air of mystery that can be impenetrable upon the first listen certainly is something that keeps Maxinquaye tantalizing after it's become familiar, particularly because, like all good mysteries, there's no getting to the bottom of it, no matter how hard you try.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home